terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Este será certamente o último post deste ano, pelo que  aproveito esta oportunidade para desejar a todos os meus amigos e admiradores dos meus trabalhos, um Feliz Ano Novo, com muita saúde e felicidades .
Entretanto dando continuidade á construção da carruagem da malaposta, eu vou mostrar como faço a base que suporta toda a estrutura da carruagem, portanto é muito importante ela ficar bem direita e desempenada e alinhada para suportar todo o peso das várias partes, para isso eu construí um estaleiro em que a base assenta , ficando assim alinhada e centrada para se ir procedendo á construção de toda a estrutura, a base é feita em contraplacado de boa qualidade, para não empenar, tem de expessura 4 mm, são feitas duas aberturas para acomodar a bese inferior dos passageiros, as rodas foram removidas para facilitar o trabalho em redor de toda a estrutura, mais algumas fotos para melhor compreenderem a construção.











sábado, 19 de dezembro de 2015

Construção dos eixos e suspensão, continuação, como podem ver nas imagens , esta suspensão é composta por 3 feixes de molas no eixo dianteiro e tres no eixo trazeiro, este sistema dava maior robustez e estabilidade bem assim mais confortável para os passageiros, as molas da frente são fixadas, na barra transversal da frente e atrás são fixadas no feixe de molas transversal , no eixo trazeiro , os feixes de molas são fixados á frente na carroceria e atrás são fixas ao feixe de molas transversal, as laminas das molas são feitas em folhas de aço de 0,75 mm de grossura.aqui vão mais algumas fotos para verem e acompanharem esta compilação.
Construction of axles and suspension, continuing, as you can see in the pictures, this suspension consists of 3 beams of springs on the front axle and three on the rear axle, this system gave greater strength and stability as well as more comfortable for passengers, springs front are fixed on the crossbar of the front and rear are fixed in the beam cross springs on the rear axle, leaf springs are fixed in front in the back and behind are fixed to the beam cross springs, the blades of the springs are made in steel sheets of 0.75 mm grossura.aqui go some more pictures to see and monitor this compilation.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

carruagem da malaposta continuação

Como podem observar as rodas estão concluidas, já tm uma camada de tinta primário, para conservar a madeira, os aros tambem já estão terminados, como pode ver-se nas imagens estas rodas não são fixadas no eixo por meio de porca roscada , como normalmente acontece nos coches , mas sim por 3 parafusos que atravessam o cubo de fora a dentro, sendo a roda fixa no eixo por meio de um colar que é soldado ao eixo e qu evita a roda sair, um método usado nos carros pesados e de longo curso como é o caso deste, como podem ver tambem nas rodas , elas estão providas de om casquilho nos cubos por forma a evitar o desgaste do orificio dos cubos e permitir um melhor rolamento . entretanto já comecei a trabalhar nos eixos, estes são feitos de barra de secção quadrada de 6 mm, depois nas pontas é fixado o semieixo, com a inclinação para baixo de 5 graus á frente e 7 atrás, as soldas utilizadas nestas partes são feitas a prata para maior resistencia, no próximo capítulo irei mostrar mais avanços nos eixos e quinta roda.

sábado, 28 de novembro de 2015

Bem, é tempo de começar a construção prática da carruagem da malaposta,não há uma obrigatoriedade  de começar a construção por uma parte ou peça da carruagem, eu sempre gosto de começar pela parte das rodas, apesar de ser a parte  mais complexa e difícil de fazer, é as rodas bem executadas que dão a beleza a um veículo de tracção animal, se o corpo do veículo estiver bem feito, mas as rodas não, todo o conjunto fica desalinhado e sem beleza.
Esta carruagem transportava passageiros , correio e bagagens ao longo de 300 Km. por estradas com muitos buracos e mal conservadas, entre Lisboa e o Porto, portanto estas rodas tinham características diferentes das rodas normais, elas tinham que ser mais fortes e robustas para suportarem estes esforços mesmo assim por vezes elas colapsavam, era comum nos dias muito quentes de verão terem que ser molhadas  ao longo do percurso para manter o conjunto uniforme. os cubos e as pinas eram normalmente feitos de madeira de azinho e os raios em mangue, os raios desta carruagem são escalonados á frente e a trás a 4 e 7 graus para dár mais reforço e estabilidade às rodas. embora esta construção não seja propriamente para iniciados, pela dificuldade que oferece, eu prometo que num futuro próximo aqui irei mostrar um modelo muito fácil de fazer para quem goste de se iniciar neste magnífico hobby de construção de veículos de tracção animal.
 aqui vão algumas fotos da forma como eu faço as rodas desta carruagem, espero que gostem e apreciem, obrigado.







terça-feira, 24 de novembro de 2015

exposição dos coches em Olhão

Como tinha prometido, e  para aqueles que  não poderam estar presentes na inauguração da minha exposição das miniaturas de coches em Olhão, no museu municipal, aqui envio algumas fotos do evento, que vai ficar em exibição até final do mês de Fevereiro do próximo ano, se poderem ir até lá, terão oportunidade de admirar uma cidade encantadora, muito antiga mas cheia de coisas encantadoras para ver.






domingo, 15 de novembro de 2015

carruagem da malaposta

Depois de algum tempo a embalar e arrumar os coches para a exposição do próximo dia 20 de Novembro no Algarve. tudo ficou concluído ontem.então é tempo de começar com o meu novo trabalho da construção da carruagem da malaposta.como sabem não existem planos deste veiculo, então eu tenho que converter todas as medidas, esboços e desenhos nos planos á escala 1/10, escala que eu vou construir, aqui vão algumas fotos para mostrar como eu faço este  trabalho, espero que apreciem.